Para saber mais e entender melhor

Falar sobre sexo nunca é uma tarefa fácil. E ainda mais quando o papo é com adolescentes. Essa galera vive um momento de mudanças,onde começam a descobrir muitas coisas. É inevitável que estes jovens se deparem com uma situação que não compreendem bem. O primeiro contato com o assunto geralmente acontece através dos meios de comunicação e de forma mais direta, com pessoas distantes da família. Tratar de sexualidade, apesar de ser algo comum a todos, causa constrangimento. A família sabe que os pequenos devem ser informados sobre as questões relacionadas, mas, ao mesmo tempo, tem receio de que sejam expostos ao sexo de forma errada, por não ter habilidade de explicar da melhor maneira. Isto incomoda a estes pais e a escola é vista como salvação da pátria. Lá, “a professora dele vai explicar as coisas direito”, pensam muitos.

As noções de educação sexual na escola são ditadas pelo silêncio por parte dos alunos. Eles tem vergonha, não sabem como perguntar e tem medo de serem ridicularizados pelos colegas. Em geral, as gurias tem maior maturidade nessa fase. Os guris ainda levam as coisas para o lado da brincadeira. Mas, na época do “primeiro namoradinho (a)”, a tendência é que as conversas sobre sexo tornem-se importantes para os adolescentes que, por sinal, tem as suas primeiras relações cada vez mais cedo. É a etapa pontual para que entendam de forma inteligente o que representa o sexo e de que suas perguntas, geradas pela curiosidade, sejam respondidas de forma ideal.

Por isso, entra na jogada o Bate – Papo Pilhado. Ano passado, as dúvidas eram outras. O assunto era vestibular e as vocações de cada um. Desta vez, para um público mais jovem, o papo é sexo. Será uma experiência interessante para nós, estudantes de jornalismo da Unisc, que participaremos da cobertura pelo caderno Na Pilha. É um evento que tem o perfil de trazer informação e sanar as dúvidas com a linguagem própria desta galera. Com certeza, os estudantes de Venâncio Aires vão curtir. Estamos todos na expectativa para dia 25. Vamos todos!

Forte abraço,

João Cléber Caramez* (joaocaramez@hotmail.com/@joaocaramez)

*João é estudante do Curso de Comunicação Social da Unisc e faz parte do II Bate-papo Pilhado, que ocorre dia 25 de maio, no Colégio Oliveira Castilhos, para estudantes de 7ªs séries.

Tags: , , ,

Uma resposta to “Para saber mais e entender melhor”

  1. Robson Says:

    É estranho saber que essa “ação” praticada pela humanidade por milênios ainda cause tabu na sociedade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: