Bate-papo ‘Amores, Confusões e Livros’

A 12ª Feira do Livro de Venâncio Aires está chegando e vem recheada de muitas coisas para curtir. Ontem, a Ana, a Dani e eu estivemos no SESC/VA acertando os últimos detalhes para fazer o Bate-papo que vai ocorrer no sábado, durante a feira, dia 10 de setembro.

Conversando com a Sandra Schifelbein, responsável pela organização da Feira do Livro, falamos sobre alguns assuntos farão parte do Bate-papo. Junto com a professora de Língua Portuguesa e Literatura e colunista da Folha do Mate, Pamella Tucunduva, descobrimos alguns livros que tem tudo haver com aquilo que todo mundo passa na adolescência. Pamella Tucunduva, que vai mediar a conversa, nos citou livros como Diário de uma Paixão, Água para Elefantes, Um Amor para Recordar e Cartas para Julieta. São obras que falam sobre amor, paixão, carinho, perdas, enfim, situações que a gente vive a vida inteira e que às vezes nos deixam meio sem saber o que fazer.

Também participou com a gente o Lucas Schedler que já tem conversado com muitos adolescentes e jovens que sofrem com este tal de amor não correspondo ou com carências de amor da própria família, apresentando, muitas vezes, o amor de Deus, que poderia suprir, cuidar e amar incondicionalmente cada um deles.

Organizadores estiveram reunidos nesta quinta-feira

“O que? Estão falando de livros no Na Pilha!?”

Sim, estamos! Porque ler é coisa para adulto, jovem, adolescente e criança, enfim para todas as idades e o amor transcende tudo. O livro é como um portal mágico que às vezes nos leva para um outro tempo e às vezes nos faz refletir sobre o tempo presente. Quem é que nunca leu uns romances que parecem estar retratando sua vida? Ou quem é que nunca se apaixonou por seu melhor amigo ou pela professora da primeira série? Ainda tem aqueles que pensam o amor diferente dos seus colegas e às vezes são chamados de caretas por escolherem esperar a pessoa certa.

Bem, se você já passou por algo parecido, então o Na Pilha! tem um encontro com você. Este Bate-papo tem como tema ‘Amores, Confusões e Livros‘. E vai dizer que este lance de amor às vezes não parece um bicho de sete cabeças? Há tantas pessoas para amar: pai, mãe, irmãos, namorado (a), amigos (as), professores, o cantor preferido. O bacana é que a gente tem um jeito diferente de amar para cada um deles e não tem porque não demonstrar este querer bem. Amor não escolhe idade e a vida é cheia de amores. E para cada idade há uma confusão diferente e deixa a gente um pouco sem saber o que fazer, porque somos meio (ou totalmente) confusos. Não se assuste, isso é totalmente normal. Já dizia um velho ditado ‘vivendo e aprendendo’.

Participe, às 14h do dia 10 de setembro, no Pavilhão São Sebastião Mártir e venha dar sua opinião sobre este assunto que sempre nos faz refletir. É de graça e ainda há a possibilidade de ganhar brindes especiais como uma bolsa, bonés e até uma webcam. Fique atento no Twitter @na_pilha e não fica de fora!

 Saudações da Andréia!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: