Ah, a sustentabilidade

Quando cheguei aqui na Folha do Mate (em 2012 para 2013), eles estavam lançando a bandeira da Sustentabilidade. Foi um ano, no qual, vive a sustentabilidade de ‘corpo, alma e coração’. Encarei e escrevi semanalmente sobre ’10 Ações para um Ano mais Sustentável’ e confesso, aprendi muito. Vocês devem estar aí se perguntando porque estou escrevendo sobre sustentabilidade.

Vejam a imagem e reflitam comigo:

Curtiram?

Curtiram? Acho que a pilhada Mô também, hein!

Cada dia que passa, fico mais orgulhosa dos comércios. Eles estão, cada vez mais, adotando medidas sustentáveis. Hoje, Mô e eu, saímos para comprar alguns itens básicos para o lançamento da nossa revista digital e, recebemos os produtos dentro de um pacote totalmente sustentável. Eu curti a ideia e achei bacana a iniciativa.

E para quem pensa que essa é a única, tenho visto de um tempo pra cá, supermercados adotando a ideia de sacolas retornáveis. A iniciativa é super bacana, mas ainda basta, nós consumidores, adotarmos e acharmos ela super prática e saudável.

Depois de ‘entrar de cabeça’ dentro de ações envolvendo a sustentabilidade, aprendi entre as inúmeras coisas, o quanto as nossas queridinhas folhas de papel precisam de árvores para existir. Eu gosto de árvore, água fresca e folhas de papel, claro! Afinal, adoro escrever. Mas para não perder o foco, cada árvore de eucalipto fabrica cerca de 23 resmas (pacote com 500 folhas) de papel A4. Vocês podem pensar: “Ah, mas não é muito”. Mas pensem comigo, quantas folhas de papel gastamos para trabalhos anuais? Em dois anos de vida?

Pois é, um dia ou no futuro, as árvores vão acabar, porque não estamos replantando-as, e aí, o papel vai ser feito como? Devido à isso, cada vez que amasso uma folhinha e viro-me para o lixo para atira-la  lá dentro, lembro que no inicio de tudo, a minha querida xará Ana Flávia, me alertava sobre essa atitude. Sempre tive o hábito de imprimir todas as pautas do Na Pilha! e também qualquer outra coisa que eu pudesse excluir casualmente do e-mail, mas depois de muitos ‘puxões de orelha’, acho que aprendi a ser um pouquinho sustentável. hehehe

Por isso é válido, que cada um de nós, procure fazer o melhor para o mundo ao seu redor. Seja  a coisa mais simples, como por exemplo, separar o lixo seco do orgânico, ou trocar as tradicionais sacolas plásticas por retornáveis.

Toda ação sustentável, se feita de pouco em pouco, é válida. Por isso, vamos iniciar hoje mesmo uma nova forma de viver e tornar o mundo mais sustentável?

Leitores, eu precisava refletir sobre a sustentabilidade, essa palavra é tão bonita e pode fazer nosso mundo melhor!

Sorrisos da Ana Carolina!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: